Desafio Literário- Março



Para o mês de março  o tema do desafio literário era Clássicos da literatura, e o livro que escolhi foi A Utopia de Thomas More.Esse livro já figurava na minha primeira lista de leitura desde o ensino médio (há 4 anos), mas, sempre deixava para ler depois e esse depois nunca chegava, então percebi que esse era o momento certo para finalmente ler A Utopia.
Toda história do livro concentrasse na fictícia ilha de Utopia, um lugar em que a sociedade vive em harmonia  seguindo de sociedade perfeita onde não existe a ganância, pobreza, corrupção, e violência os velhos fantamas que assolam todas as sociedades desde de o inicio dos tempos. A leitura não foi uma tarefa fácil, exigiu muito mais tempo e paciência do que imaginei. O fato é que a primeira vista Utopia parece se tratar de um livro que descreve a sociedade dos sonhos do homem, onde todos são felizes, saudáveis e conformados, mas esse livro vai muito além disso, ele aborda assuntos complexos que compreendem estruturas políticas, sociais, e comportamentais. Para entender toda a mensagem, que é muito mais critica do sonhadora,  que Thomas More quer nos passar atraves desse livro, é necessario muita concentração e reflexão, o que por vezes pode se tornar exaustivo. 
Mas, no fim a leitura vale o esforço, porque apesar do livro ter sido escrito há séculos atrás e de todo o conceito de sociedade perfeita ser inviável, existe muito a ser analisado e discutido e também idéias que deveriam ser aproveitadas pelos governantes e os membros atuantes da sociedade de hoje em dia.

Sinopse:
A palavra "utopia", que em grego significa "em lugar nenhum", foi usada por Thomas More para designar a ilha deserta imaginária na obra sobre o melhor estado de uma república e sobre a nova ilha Utopia. More fez severas críticas à sociedade inglesa e européia, ao mesmo tempo que apresenta a ilha Utopia como um lugar em que a sabedoria e a felicidade do povo decorrem de um sistema social, legal e político perfeito, guiado pela razão.
A Obra descreve um Estado imaginário sem propriedade privada nem dinheiro, preocupado com a felicidade coletiva e a organização da produção, mas de fundamento religioso. Seu modelo é A República e As leis de Platão. A Utopia fez muito sucesso em sua época e tornou-se modelo de todas as concepções posteriores do gênero.






Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Esse resultado que procuro extrair de um clássico: a valia. Não é proveitoso chegar ao final da leitura e descobri o quanto aprendeu?

    Não tem preço!

    Excelente resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Hummm...

    Ei, Dany!!

    Gostei de sua escolha, gostei mt da resenha e acabei de colocar este livro na lista dos que quero ler depois desse desafio. Concordo com a Vivi tbm, é mt bom aprender com a literatura!

    Bjus e até a próxima

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha, esse livro já vai para minha listinha. Aliás, a seleção deste mês está muito boa, só 'clássicos classudos', como diz a Vivi.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha. Eu sempre tive curiosidade de ler Utopia mas acho que vai ser difícil para mim essa leitura, pelo menos no momento atual de minha vida. Acho que há livros que precisam de um certo estado geral de ânimo e para mim esse é um deles. rsrsrsr

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!
    Mas ja tentei ler esse livro varias vezes, mas nunca consegui sair da 5ª pg, nao sei pq, mas quem sabe um dia eu consiga!!

    ResponderExcluir
  6. Bela resenha......mas esse livro não faz meu genero, apesar de eu ler o que aparecer na minha frente...rsrs...quem sabe um dia ele apareça e eu o leia.....Beijoaks elis!!!

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página