Desafio Literário- Junho

No desafio Literário desse mês o tema era livros de autoras brasileiras. O meu escolhido foi A Casa das Sete Mulheres, escrito por Leticia Wierzchowski. Eu confesso que a escolha desse livro foi muito enfluenciada pelo fato de eu ser apaixonada pela mini-serie da globo.Mas, descobri que tem muita diferença, principalmente em relação aos personagens.


Sinopse:

Mostra a Guerra dos Farrapos, ou Revolução Farroupilha (1835-1845) - a mais longa guerra civil do continente - e suas consequências sobre o destino de homens e mulheres. O líder do movimento, general Bento Gonçalves da Silva, isolou as mulheres de sua família em uma estância afastada das áreas em conflito com o propósito de protegê-las. A guerra começou a se prolongar, e a vida daquelas mulheres transformou-se para sempre.


 O livro desse mês foi um pouco difícil. Eu confesso que esperava mais desse livro. Talvez por ter visto a adaptação para a TV que, nesse caso, ficou melhor que o livro. Toda a história da revolução Farroupilha é contada de um ponto de vista diferente, a partir das mulheres da familia de Bento Gonçalves. Mas, elas não se envolvem de fato na batalha, as mulheres ficam em uma casa segura, continuando suas vidas como possível e sonhando com um futuro depois da revolução. Cada uma das sete mulheres tem uma história nesse período de isolamento, que eu não contar aqui porque estaria revelando todo o livro. A mais interessante é a da Manuela, sobrinha mais nova de Bento Gonçalves,que se apaixona por Giuseppe Garibaldi, ele é um herói italiano que vem para o Brasil para ajudar os Gaúchos na Revolução. 


Apesar de ter todo esse fundo histórico e épico, o livro se torna muitas vezes cansativo devido ao exagero de detalhes em momentos sem nenhuma importância, deixando de falar mais sobre as características, tanto físicas quanto psicológicas dos personagens. O que eu gostei mais foi da personagem da Manuela que além do amor eterno dedicado ao Garipaldi, e a dedicação a familia, também tinha premonições que, juntamente com as visões de Rosário, davam ar de mistério a história.
Se você tiver tempo e boa vontade leiam A Casa das Sete Mulheres, pois mostra uma parte da história do Rio Grande do sul, mas, tenha em mente que nem tudo que está no livro aconteceu de verdade, principalmente a sobre as mulheres que são as protagonistas do livro.



Serie Vampire Academy

Na semana passada acabei de ler Spirit Bound, quinto livro da  minha serie preferida do momento, Vampire Academy. Estou morrendo de vontade de falar sobre ele, mas, ainda não falei nem do terceiro e quarto livro, e como o certo é seguir a ordem da serie vão aqui minhas opiniões sobre o terceiro livro.

vampire Academy 3
Shadow Kiss
(ainda não lançado no Brasil)


Sinopse:


É primavera na Academia St. Vladimir, e Rose Hathaway está próxima da graduação. Desde matar seus primeiros Strigois, Rose não tem se sentido muito bem. Ela tem tido pensamentos obscuros, se comportando estranhamente, e o pior de tudo... pode estar vendo fantasmas. Enquanto Rose questiona sua sanidade, novas complicações surgem. Lissa começa a experimentar sua mágica novamente, seu inimigo Victor Dashkov pode ser solto, e o proibido relacionamento entre Rose e Dimitri começa a esquentar de novo. Mas quando uma ameaça mortal que ninguém espera muda seu mundo inteiro, Rose precisa colocar sua vida em risco - e escolher entre as duas pessoas que mais ama.

Se você ainda não leu, cuidado, o texto a seguir pode conter detalhes da história. 


Esse, na minha opinião, é o melhor livro da serie até agora. Porque mostra um amadurecimento da Rose, não que ela fica toda certinha e tranquila, até porque isso tiraria metade da graça da história. É que a Rose começa a se questionar mais sobre a sua condição de futura guardiã e as responsabilidades que terá de enfrentar em um futuro próximo. Acho que essas duvidas dela também estão muito relacionadas ao fato da escuridão gerada pelo laço que tem com a Lissa estar aumentando, e ela tem que compreender melhor isso de ser uma Shadow Kissed, principalmente a parte que ela começa a ver fantasmas. 
No  terceiro livro o Manson, que morreu no final de Aura Negra, volta como fantasma,  e isso perturba muito a Rose, e também ninguém acredita que ela pode ver. Mas, como tudo em Vampire Academy tem uma razão de ser, os problemas aproximam mais ela e o Dimitri, e com aquela cena dos dois na cabana , o que já estava mais que na hora de acontecer (pena que a alegria deles durou pouco). O que eu não gostei foi do comportamento da Lissa, a amiga que sempre fez de tudo por ela, está sofrendo,em crise e a Lissa nem percebe ou faz alguma coisa para ajudar, imagina ela nem desconfia do amor do Dimitri e da Rose. Gostei do Adrian  que aparece mais nesse livro, ele sempre tem um comentário engraçado e, brincadeiras a parte, parece gostar de verdade da Rose.  
E, eu que já achei  o final do segundo livro super triste, sofri muito mais com Shadow Kiss. Com todas as mortes resultantes do confronto com os Strigois na Academia, o resgate do pessoal da academia que foram sequestrados, e aquele final que eu quase chorei, de verdade, é muito triste, e ainda deixando tanta expectativa para o quarto livro. A Rose não merecia tudo o que aconteceu, e pela coragem que teve para tomar aquela decisão no final, ela é minha personagem favorita, e cada vez mais eu amo essa serie. 

Serie Lost In Austen

Por esses dias terminei de assistir a serie Lost In Austen, e fiquei tão encantada que não poderia deixar de comentar aqui no blog e dividir a minha opinião com vocês. Essa serie foi produzida pela emissora inglesa BBC, e é dividida em quatro episódios. bem, essa serie ainda não foi lançada para venda no brasil, e nem sei se isso vai acontecer, eu só pode assistir graças a comunidade do orkut Series da BBC (obrigada!), que disponibiliza os links de download, com legendas em português.

Bom, Sobre Lost In Austen:


Amanda Price é uma fã de Jane Austen,assim como tantas que existem no mundo, ela é apaixonada pelo livro Orgulho e Preconceito, do tipo que  já leu e releu tantas vezes que sabe os diálogos do livro de cor (Porque será que isso parece familiar?). Amanda mora em Londres e  tem uma vida normal e tediosa até que descobre, dentro da sua própria casa, uma porta que a leva direto para o mundo do nosso tão querido livro Orgulho e Preconceito. Quem mostra a ela passagem entre os dois mundo é Elizabeth Bennet, que por azar(ou seria sorte?) acaba ficando presa na Londres atual, enquanto Amanda vai parar na casa do Bennet.

Apartir daí começam as confusões, porque uma coisa é ler a história outra bem diferente é estar dentro dela. A chegada de Amanda causa modificações inesperadas a história que as vezes são muito engraçadas e outras vezes são até ruins. Mas, como boa fã de Jane Austen, ela tenta consertar os estragos, e fazer a história ficar igual ao original escrito por Austen e que todos nós amamos. O problema é, enquanto mais Amanda tenta ajudar pior fica, ela se mete em um problema atrás do outro, e talvez, o pior deles seja que Amanda Price se apaixona por... Sr. Darcy.

Em resumo, eu gostei de tudo nessa serie, a atuação  dos atores, o tom de comedia, o choque cultura (mulher do século XXI no mundo do século XVIII), a personagem da Amanda que representou bem as fãs de Austen, enfim tudo mesmo. Porem o maior destaque de Lost In Austen é fato de ser a realização do sonho  de todas as fãs, fazer parte do mundo de Orgulho e Preconceito, porque tenho certeza que toda fã já se imaginou muitas e muitas vezes ser Elizabeth Bennet, ou pelo menos uma amiga dela, e/ou encontrar um Sr Darcy.   Por tudo isso essa serie entrou para a seleta lista das minhas favoritas e pretendo rever várias vezes.

E, para terminar minhas divagações sobre Lost In Austen, quero deixar escrito um trecho do inicio do primeiro episódio, em que Amanda explica o porque gosta tanto de Orgulho e preconceito e a importância que tem em sua vida, que sinceramente coincide com a minha própria opinião. 

 "_ Eu amo a história de amor. mo as maneiras, a linguagem, a cortesia. Se tornou parte de quem eu sou, e do que eu quero. Vamos dizer que eu tenho padrões.  

Outras imagens:
Amanda Price

Elizabeth, Amanda e Sr. Darcy

Amanda com as Bennet

Amanda e Darcy

Sorte ou azar- Meg Cabot

Já ouvi muito sobre a escritora Meg Cabot e seus tantos livros, mas, nunca tinha lido nada dela.Eu até tenho alguns livros da Meg na minha quase interminável lista de leitura, porem, sabe como é todos livros tão pouco tempo, eu fui deixando de lado. Então, um dia não muito distante, falei para mim mesma "Hoje vou começar a ler um livro da escritora Meg Cabot". Escolher qual livro entre tantos, e eu sei que a maioria é voltado para o publico adolescente, não foi facil. Porque escolhi Sorte ou Azar? Gostei da capa, e da sinopse, principalmente a  parte que envolve histórias de magia.

Sinopse:

 A falta de sorte parece perseguir Jinx onde quer que ela vá — e por isso ela está tão animada com a mudança para a casa dos tios, em Nova York. Talvez, do outro lado do país, Jinx consiga finalmente se livrar da má sorte. Ou, pelo menos, escape da confusão que provocou em sua pequena cidade natal. Mas logo ela percebe que não é apenas da má sorte que está fugindo. É de algo muito mais sinistro... Será que sua falta de sorte é, na verdade, um dom, e a profecia sob a qual ela viveu desde o dia que nasceu é a única coisa que poderá salvá-lá?  Em Nova York, Jinx  encontra pessoas legais e que gostam dela, como os tios que estão sempre trabalhando mas, se preocupam com seu bem estar, e um vizinho legal por quem ela se apaixona. Mas, como não podia deixar de ser existem tambem pessoas ruins.  Jinx tem uma prima Tory que não é nada facil,  Tory é ciumenta, competitiva,  usa magia de uma forma negativa e, é apaixonada pelo mesmo cara que Jinx. Por causa das armações da prima Jinx se mete em mais confusões e tem que recorrer a magia que ela tanto ignora.

Bom, o que eu achei desse livro? Foi uma leitura fácil, li em duas noites, não tem nenhuma surpresa ou grandes mistérios, e a parte da magia não foi bem explorada. Mas,  em uma analise geral o livro é bom, a história prende a atenção mesmo sabendo o final, e a personagem principal, a Jinx tem alguns momentos engraçados proporcionado pela má sorte ou, pelos enganos de julgamento que ela comete.  
Eu pretento ler outros livros da Meg Cabot sim. Tenho na minha lista  "A Garota Americana", "Avalon High", e a serie "A Mediadora", isso tudo depois de terminar minhas leituras atuais e dos desafios que participo.


Image Hosted by ImageShack.us

Livros adaptados para o cinema






Nesse fim de semana resolvi rever alguns filmes que adoro e  nunca me canso de assistir. Bem, o fato é que me dei conta de que todos eles são adaptações de livros. Diga-se de passagem, leitora compulsiva como sou não considero esse fato coincidência, mas, um sintoma de como os livros influenciam a minha vida.

Filosofias aparte, vou falar um pouco de dois desses filmes  que vale a pena assistir, e também ler o livro que o inspirou. 

Três Metros Acima do Céu (Tre Metri Sopra Il Cielo)



Capa e Cartaz do filme Tre metri sopra il cielo
O filme Tres Metros Acima do Ceu é uma produção italiana baseado no livro, que tem o mesmo nome, de Federico Moccia. Eu já comentei aqui no blog que sou apaixonada por esse livro, e quando soube que tinha  o filme fiquei louca para assistir, então surgiu dois problemas: 1) Esse filme não tem nas locadoras; 2) Ele não foi lançado no Brasil, por isso não tem no nosso idioma. Consegui baixar, em italiano mesmo, e, para quem leu o livro e já conhece toda a história dá para compreender todo o filme perfeitamente. E vale apena, porque  consegue ser quase tão bom quanto o livro. Ele não é completamente igual a historia original, alguns acontecimentos são trocados de ordem e  o final parece até mais coerente do que no livro (que já leu vai entender), mas, o filme transmite bem toda a rebeldia e romance do casal protagonista. É um ótimo filme, e fica ainda melhor se você já tiver lido o livro. 
(Comentário sobre o livro aqui!)

Orgulho e Preconceito (Pride End Prejudice)


Orgulho e Preconceito é baseado na obra prima de Jane Austen,  e, que, não por acaso é meu livro favorito. Eu tenho um carinho especial por esse filme porque foi por causa dele que conheci a brilhante escritora que Austen é, e desde então sou completamente fã dos livros dela.  Essa adaptação de 2005, na minha humilde opinião, é perfeita. Adoro tudo nesse filme, os atores (keira Knightley interpretando, muito bem, a protagonista  Elizabeth Bennet, e Matthew MacFadyen como Darcy ) o fugurino lindo, os cenários incriveis, e roteiro  ótimo. É claro, que o filme não é tão bom quanto o livro, isso seria impossível, afinal não tem como recriar o brilhantismo dessa obra escrita a duzentos anos atrás e que até hoje é adorada pelos fãs e estudada pelos criticos,  em apenas duas horas de filme. E mesmo assim, posso afirmar que Orgulho e Preconceito é o melhor filme baseado em uma obra literária.
Eu gosto tanto desse filme/livro que poderia ficar o dia todo escrevendo sobre ele, mas, iria revelar a história e os acontecimentos, o que é muito chato para quem ainda não assistiu ou leu e pretende faze-lo. Então, o que posso dizer é que todos deveriam Assistir Orgulho e Preconceito, realmente vale muito a pena, é lindo. 

Romances historicos


Eu leio de tudo, mas, tenho fascínio por romances históricos. Além de ter historias de amor lindas e complicadas eles fazem um retrato de uma época que não conhecemos. Lendo livros históricos, bem escrito é claro, é como viajar no tempo e poder conhecer outras culturas e tradições de séculos passado (eu,particularmente, gosto do século XVII ).
E, falando de romances históricos,  recentemente li dois livros que gostei muito e indico para quem gosta de um bom romance.

Mais Muito mais que  uma Princesa

Sinopse:

Filha ilegítima de um príncipe e de uma famosa cortesã, Lucia viveu confinada em escolas e conventos durante a maior da vida. Mas, essas experiências não a impediram de provocar um escândalo depois do outro. Exasperado, o príncipe Cesare de Bolgheri decide que a filha deveria se casar o quanto antes. Para arranjar o casamento, Sir Ian Moore, o mais respeitado diplomata britânico, é chamado às pressas. De volta à Inglaterra, ele promete a si mesmo que achará um marido para Lucia, mas logo vê que sua experiência de diplomata talvez não seja suficiente para quebrar da moça.


O Duque e Eu





Sinopse:

Todos pareciam divertir-se naquele baile que reunia o mais seleto da sociedade londrina. Todos, exceto eles dois.
Daphne, uma formosa jovem perturbada por uma mãe obcecada para lhe encontrar um marido quanto antes, e Simon Basset, o novo duque do Hastings, que não quer saber nada da vida social de Londres nem dos esforços das elegantes damas de "caçá-lo" com uma de suas filhas.
Ao conhecerem-se, ocorreu-lhes o plano perfeito: um compromisso fictício que mantenha afastadas às pretendentes do duque e tranqüila à mãe do Daphne. Mas não seria simples, já que o irmão do Daphne, amigo do Simon, não é fácil de enganar, nem tampouco o são as experientes damas da alta sociedade. Embora o que complicará de verdade as coisas será a aparição de um elemento que não estava previsto neste jogo de dois lados: o amor.

Sociedade Secreta- Rosa e Tumulo



Sociedade secreta- Rosa e Túmulo e o primeiro livro de uma serie, escrita pela norte americana Diana Peterfreund. O que eu mais gostei nessa serie (já li três dos quatro livros que formam a serie) é que não tem nenhum ser sobrenatural, nada de vampiros, lobsomens ou fantasmas, e mesmo assim a autora consegui fazer uma historia intrigante e misteriosa. 

Sinopse:
Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas convidadas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa - e infame - do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida.

  Como o nome do livro já diz,  a historia gira em torno da relação da Amy com a sociedade secreta que ela é convidada integrar, o que envolve questões bem complicadas. Mas, o livro faz mesmo um retrato  do jovem na universidade que ao mesmo tempo tem que planejar o futuro, aproveitar o presente, e aguentar as consequências do seu passado. O livro é narrado em primeira pessoa, pela Amy. Ela é uma personagem  curiosa, as vezes confusa  e cheia de comentários engraçadas,  o que torna a história  mais leve e nos permite viajar com ela nesse mundo da sociedade secreta.


A serie é composta por quatro livros, os dois primeiros foram publicados no brasil:
1-Sociedade Secreta- Rosa e Túmulo
2-Sociedade Secreta- Sob a Rosa 
3-Sociedade Secreta-Rites of Spring (Break) 
4 - Sociedade secreta- Tap & Gown:



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página