Três metros acima do céu


Tenho lido muito nesse ano, só até hoje foram 24 livros,  e a maioria deles merecem ser comentados aqui no blog. Por isso vou tentar fazer postagens de resenha dos livros lidos com mais frequência. Hoje vou comentar a minha leitura mais recente, que foi o livro Tres Metros Acima do Céu,  de Frederico Moccia.


Sinopse:

A paixão do mais improvável dos casais, Babi, uma patricinha de Roma, e Step, um motoqueiro bad boy, é a trama de Três Metros Acima do Céu , um romance que conquistou a juventude italiana, a ponto de, durante anos, circular em cópias xerocadas entre os leitores. Para viver o primeiro amor com toda sua intensidade, os protagonistas tentam se modificar, enquanto enfrentam a oposição da família da menina, o estranhamento dos amigos, as dificuldades de acertar o próprio relacionamento e de amadurecer.
Babi, a excelente aluna de boa família, assusta os pais ao deixar de obedecer cegamente às convenções que até então regulavam sua existência, enquanto Step se surpreende ao perceber que o amor vai obrigá-lo a abandonar velhos hábitos e tratar com respeito a namorada que se prepara para seguir uma carreira universitária, algo muito distante do que o destino reservou para o jovem delinqüente. Entre pegas de moto, festas que varam noites, tatuagens, brigas homéricas, provas desesperadas de afeto e uma tragédia que mudará para sempre suas vidas, Step e Babi vivem uma incrível história de amor, cheia de reviravoltas e sentimentos à flor da pele, aquele tipo de paixão que só pode ser vivida quando se tem dezessete anos e acredita-se que tudo ainda é possível.

Um  dos muitos  trechos (o meu preferido e de quase toda Itália) interessantes do livro :
(...) Estou feliz. Nunca me senti tão bem na minha vida. E você?
- Eu? - Step a abraça com força. — Melhor do que nunca.
- A ponto de poder alcançar o céu?
- Não exatamente.
- Como assim?
- Estou a pelo menos três metros acima dele!
 (...) Babi ainda está sonolenta e meio aérea quando, de repente, a vê. Não acredita em seus próprios olhos. Lá no alto, acima de todas as outras, na coluna branca da ponte, uma pichação domina as demais, inapagável. Está lá, no mármore frio, tão azul quanto os seus olhos, do jeito que ela sempre desejou. Seu coração começa a bater acelerado. Por um momento, acha que todos podem ouvi-la, que todos podem ler aquela frase, justamente como ela está fazendo agora. E, lá em cima, inalcançável, onde só os amantes podem chegar, está escrito: "Eu e você... três metros acima do céu."

Só por esse trecho dá para perceber porque me apaixonei por esse livro. A história de amor do Step e da Babi é linda, porque vai além das diferenças sociais, culturais e do ideais deles. Eles se apaixonam e quando se dão conta disso, não sentem medo de se arriscar e viver esse amor que tem tudo para dar errado. Eu gostei da Babi, ela só tem 17 anos é toda certinha mas não é boba, ela  até enfrenta o Step no começo do livro, e quando percebe que está apaixonada por ele não demonstra nenhum preconceito, os sentimentos dela, duvida, medo e ciúme, são os mesmo de qualquer garota que se apaixona (perdidamente) pela primeira vez. O Step é sinônimo de encrenca , é mal educado, vive se metendo em brigas e coisas ilegais e o pior é que ele ainda acha que tem razão, mas mesmo cheio de defeitos Step conquista agente e faz torcer por ele e a Babi superarem tudo e ficar juntos no final do livro. 
Também gostei muito  da maneira que o autor narra a história, Frederico Moccia consegue transmitir os sentimentos e duvidas desse casal, que na verdade espelham todos os apaixonados.  
Enfin, eu poderia escrever muito mais sobre esse livro que realmente se tornou um dos meus romances favoritos mas, eu não quero cair na bobeira de contar fatos da história e estragar a leitura de que ainda pretende ler Tres Metros Acima do Céu. 
Só vou dizer mais uma coisa: Leiam, vale muito a pena!

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Dani
    Este livro deve ser meso muito interessante, gostei muito da sua resenha. Ja' coloquei na minha lista e vou dar de presente para minha afilhada ou para meu sobrinho. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, hey curti mto o livro :) mto legal a sua clocação e soube colocar a parte que mais chamava a antenção.. vou procura-lo , e le, depois te conto oq axei :)
    cheiro.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curiosa sobre o livro. Passarei aqui mais vezes em busca de novas resenhas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Desculpe a invasão, mas eu tenho uma ótima notícia!

    O Blog Amor, Mistério e Sangue está estreando sua primeira promoção!!!

    O prêmio para o vencedor é o primeiro volume da Série "A guerra das Sombras"

    O Livro de Dinaer
    Para mais informações sobre o livro
    http://www.aguerradassombras.com/dinaer.html

    Você não pode perder essa super promoção!!!
    http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/04/primeira-promocao-do-amor-misterio-e.html

    Bjs e boa sorte!

    ResponderExcluir
  5. Que legal, tô curiosa. Gostoso jeito de contar sobre ele.
    Bjos
    Françoise

    ResponderExcluir
  6. Fiquei curiosa com esse livro e já entrou para minha lista.

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página