Eu quero: Box da serie A Mediadora

Essa é uma nova seção do blog onde listo meus desejos consumistas literários e afins. Sabe quando você está navegando tranquilamente pela internet, visitando blogs,  sites e lojas virtuais, então vê algo com que se identifica e pensa quero tanto isso, coloca na lista de futuras compras que pode ou não nunca acontecer. Porque  parece existir uma lei universal de causa e efeito em que a lista de desejos só aumenta e o nosso salario é sempre o mesmo. É basicamente isso, todos nos somos consumistas, independente do que diga, só basta encontrar algo que se interesse  para desejar/adquirir.

  • Box da série A Mediadora 


Eu já li todos os seis livros dessa série em e-book, e tenho vontade de reler. São meus livros favoritos da Meg Cabot, é uma leitura leve e divertida. Quero muito esse box com todos os livros lindos. Faz tempo que estou esperando uma boa promoção deles, mas, até agora o preço não baixa dos R$ 100,00. 
Para quem ainda não conhece fiz uma resenha do primeiro livro da serie aqui




Anjo Mecânico - Cassandra Clare




Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo. 
Sinopse retirada do Skoob

A serie Os Instrumentos Mortais é uma das minhas favoritas. Então quando fiquei sabendo que a Cassandra Clare estava escrevendo uma nova serie sobre os Caçadores de sombra, fiquei super empolgada para ler. Eis que temos Anjo Mecânico primeiro livro da serie As Peças Infernais. Na verdade já faz um tempo que eu li e só agora tive vontaade de escrever sobre ele. Vai entender, tem vezes que quando terminamos uma leitura dá vontade de escrever sobre o livro imediatamente, outras vezes essa vontade não aparece.  Vou primeiro contar um pouca da historia para depois expor minha opinião para ficar mais compreensível.

A história se passa em Londres no ano de 1878. Tessa Gray mora  com sua tia nos Estados Unidos, quando a tia morre misteriosamente o irmão que mora em Londres é a unica pessoa a quem a garota pode recorrer.Então Tessa  viaja para a Inglaterra para se encontrar com o irmão, mas, acaba sendo sequestra e mantida em cativeiro por duas mulheres estranhas. Essas mulheres sabem mais da garota do que ela mesmo, inclusive sobre o poder que até então ela desconheci. A garota está numa situação desesperadora, confusa com suas novas habilidades, e com medo do seu futuro e do que pode ter acontecido com o irmão. E para salvar o dia aparece Will, um Caçador de Sombras e a resgata do cativeiro.

Tessa é acolhida pelo grupo de Caçadores de Sombra, e passa a aconhecer mais sobre essa realidade assustadora do sobrenatural que sem querer ela faz parte. Os outros caçadores que moram no instituto são, Jem um garoto super fofo com um estado de saude delicado, Charlote que apezar de jovem é quem comanda tudo, Henry, o inventor,  marido de Charlotte, Jessamine, outra orfão descendente de Nephilim, assim como Will e Jem. O grande objeivo da garota  é achar o irmão, enquanto seus novos amigos desejam entender o que exatamente Tessa é, e porque um vilão misterioso está traz dela. Até que a história se resolva temos muita ação, lutas, espionagem, armações, e inimigos Automatos. Isso mesmo que voce leu, são robos na Inglaterra do seculo XIX.

É claro que tem muito mais acontecimentos que não posso contar para vocês, só lendo mesmo para entender. Então, minha opinião, esse livro é muito parecido com Cidade dos Ossos, menina perdida e confusa encontra, ou é encontrada pelos Caçadores de Sombra, que a ajudam  entender quem é a protegem do grande vilão.  E não é só no enredo que as historias são semelhantes, a personalidade dos personagens também, Will é quase uma copia do Jace com menos carisma e a Tessa tem a mesma mistura de coragem e vulnerabilidade da Clary. Acredito que numa tentativa de tornar esse livro diferente dos demais Cassandra ambientou a historia na Inglaterra vitoriana. Mas, o tempo que a história se passa não faz a minima diferença no enredo, tinha momentos que eu até esquecia que eles não estavam no tempo atual. Não me entendam mal, o livro é bom, tem todos os elementos que gostamos, ação, mistério,  romance, e a escrita ágil e dinâmica da Cassandra Clare.  Porem, não alcançaram a minha expectativas.

Quem não leu a serie Os Instrumentos Mortais pode ler Anjo Mecânico tranquilamente. Deve ser até melhor porque evita as comparações. Eu pretendo continuar a ler As Peças Infernais porque quero  ver se nos próximos livros a autora trás algo novo e a solução dos mistérios possa me surpreender. Ainda tenho curiosidade para ler algo escrito pela Cassandra deixando de lado o mundo dos Nefilins caçadores de sombra.  




A Garota Que Perseguiu a Lua - Sarah Addson Allen



"Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua?" Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.
Sinopse retirada do Skoob


Confesso que só  comecei a ler esse livro pela capa que é lida. Não conhecia essa escritora, e a sinopse não chama a atenção, e também apesar de ser um lançamento não tenho visto muita divulgação. São casos como esse que fazem  a gente perder a oportunidade de ler  um ótimo livro. A Garota Que Perseguiu a Lua conta uma historia encantadora misturando elementos mágicos e personagens tão humanos vivendo situações difíceis e delicadas.  

O cenário de toda a história é a pequena e magica cidade de Mullaby. Nesse lugar acontecem coisas muito estranhas que em qualquer outro lugar não seriam normalmente aceitas, mas, nessa cidade essas coisas já fazem parte do dia-a-dia dos moradores e ninguém questiona muito.   Então, não leiam esperando grandes acontecimentos sobrenaturais, a magia aqui é tão natural como qualquer morador da cidade.

A historia acompanha vários personagens que se relacionam entre si. Emily,  recentemente órfã, chega para morar com o avó em Mullaby. A garota  tem esperança de fazer da casa do avó um lar, mas, logo percebe que não vai ser fácil. Seu avó é distante, e todas as pessoas da cidade parecem culpar-lá por algo que a mãe dela fez e ela não tem ideia do que seja. Julia está na cidade temporariamente e conta os dias para ir embora, no passado, quando ainda estava na escola ela sofreu muito, e estar em Mullaby faz com que  recorde esses momentos ruins. Vance , o avó de Emily, é um homem bom, porem, solitário, que não sabe muito bem como lidar com a neta. Swayer é um homem que parece viver bem e satisfeito, mas, na verdade sofre por um erro do passado que agora impedi de ter o que ele mais quer. E, Win Coffey, um jovem  obrigado a vivar de acordo com antigas tradições familiares e deseja ter liberdade de fazer sua próprias escolhas.

Me encantei por esse livro, a escritora criou uma historia leve e simples, mas, que trata de  sentimentos complicados e delicados, e ainda temperou  o livro com esses toques de magia. Só por esse livro já me tornei fã da escrita de Sarah Addson Allen, até já coloquei o outro livro dela, lançado no brasil, na minha estante do skoob. Gostaria de falar mais da história, mas, é melhor parar antes que  soltando algum spoiler. Só vou reafirmar é um ótimo livro e super recomendo.

Trecho do livro:

"- Estou sempre com saudade de casa - ela disse sem olhar para ele. - Só não sei onde é minha casa. Há uma promessa de felicidade por aí. Eu sei disso. Até sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você a tem, ela some no horizonte. Eu fico triste e tento seguir em frente, mas depois o maldito troço volta na noite seguinte, me dando esperança de pegá-la novamente."




Musica...

Hoje estou com humor ruim,  não sei vocês, mas, quando eu fico mal a primeira coisa que me dá vontade é ouvir rock no ultimo volume. Quem me conhece vai dizer "mas, tudo para você é motivo para ouvir rock"  É verdade, parece que nos momentos mais críticos é quando preciso mais de musica para me fazer viajar e abafar os gritos da minha mente. Outro detalhe sobre mim, quando estou com esse humor começo a divagar, sobre tudo, sobre nada e qualquer coisa .Então acho melhor parar por aqui. 

Deixo uma musica do Nirvana, o video legendado de Come as you are.  Só porque eu gosto e Kurt Cobain traduz as nossas inquietações para letras das musicas dele.    








Setembro e o retorno das series



Eu não tenho nada contra agosto, mas, que mes tedioso (nenhum feriado), ainda bem que acabou. Depois de passar um período nebuloso em que não tinha nada para assistir, eis que surge o mês de setembro  trazendo as novas temporadas das minhas series favoritas. Para começar bem setembro dia primeiro teve o primeiro episodio da 7ª temporada de Doctor Who, acho que nunca comentei aqui no blog o quanto eu gosto dessa serie, é muito boa de verdade. Esse episodio de estreia da nova temporada estava incrível, e já dá para perceber que Doctor Who vai estar imperdível. 

Seguindo o calendario das serries,  dia 17 tem a volta de Bones, em sua 8ª temporada, acompanho essa series dês de o inicio e não me canso, estou curiosa para ver as novas  investigações. No dia 27 e vez de The Big Bang Theory, estou morrendo de saudades do Sheldon e o resto da galera. E no dia 30 temos, O Mentalista,  Once Upon a Time, Revenge, só serie boa. E para completar só falta minha favorita, Sobrenatural, que volta no começo de outubro.

Enfim, esse mês vou ter muita coisa legal para ver na televisão, juntando isso com a minha  sempre crescente lista de leitura, trabalho, estudos, e redes sociais, acho que só  não vou ter tempo de dormir. Mas, tudo bem quem precisa descansar, não é mesmo?


O Inimigo Secreto- Agatha Chistie



Jovens Aventureiros LTDA., vêem-se às voltas com um enigma que confundiu até mesmo a Scotland Yard, a mais experiente polícia do mundo: o desaparecimento de Jane Finn, uma garota americana que levava consigo documentos secretos importantes. Algumas pessoas das relações da jovem eram amigas, porém não de inteira confiança, enquanto também a cercavam inimigos, que tudo faziam para não ser identificados. Com isso, Tommy e Tuppence quase chegaram a fechar a firma, lamentando amargamente o dia em que, movidos apenas pela intenção inocente de se dividir um pouco, tiveram a infeliz idéia de escolher esse caminho perigoso para gozar das delícias e perigos da aventura, fugindo do enfado da rotina.
sinopse retirada do Skoob


Resolvi deixar os romances um pouco de lado e diversificar minha leitura. Escolhi um livro da Agatha Christie que é sempre certeza de uma boa historia de mistério. Em O Inimigo secreto conhecemos Tuppence e Tommy, dois amigos de infância que se reencontram depois de alguns anos. São dois jovens bem diferentes um do outro, ela é atrevida, esperta, e impulsiva, ele é mais tranquilo e confiável. Logo eles descobrem que tem algo em comum, os dois estão falidos e sem perspectivas de melhorar a situação. Então, de todas as ideias e possibilidades para ganhar dinheiro, decidem criar os Jovens Aventureiros. Ou seja, eles fariam qualquer coisa que outra pessoa não queira ou não possa fazer desde que ganhasse bem.


O primeiro trabalho dos Jovens Aventureiros é encontrar uma garota desaparecida, e não é nada fácil, envolve espionagem internacional, e um inimigo perigosíssimo. Tommy e Tuppence são muito corajosos, mas, não tem experiencia para lidar com criminosos tão poderosos, assim, vocês podem imaginar o monte de confusões em que eles se metem. E o pior de tudo é o vilão misterioso Sr. Brown que ninguém sabe quem é, portanto pode ser qualquer um, ou ser apenas uma lenda. Gosto desses livros investigativos por isso, fico o livro todo imaginando mil e uma teorias para solucionar os mistérios dessas historias, nesse caso o grande enigma era a identidade do Sr. Brown. E como de costume eu errei meu palpite, sério, nunca consigo acertar uma com Agatha Christie, ela sempre consegue me surpreender ,e olha que meus palpites não são tão ruins assim , eu assisto series como Bones, O Mentalista, Castle, e não me saiu tão mal nas minhas deduções   

Gostei muito desse livro, achei diferente dos outros da autora que li, com o detetive Pairot como protagonista. Como os Jovens Aventureiros são amadores nós conseguimos acompanhar melhor os processos lógicos da trama (e nem assim eu consegui resolver o mistério), e todas as etapas de investigação. Alem disso, a agilidade dos diálogos é muito interessante. Dos personagens gostei principalmente da Tuppence, que é uma jovem bem moderna para a época em que vive e tem sempre uma resposta esperta para qualquer um. Resumindo tudo,o livro é ótimo, e para quem quer ler um romance investigativo leve e divertido esse é perfeito.


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página