A Terra Das Sombras - Serie A Mediadora

As minhas lituras do mês de maio foram completamente dominadas por Meg Cabot. Sempre li criticas muito positivas sobre os livros dela, mas, nunca dediquei muita atenção. Mês passado decidi abandonar anjos e vampiros por um tempo, então lembrei que nunca tinha lido um livro com fantasmas como tema principal da história. Logo, a serie A Mediadora parecia uma ótima opção. 


Sinopse: 
Suzannah é uma adolescente aparentemente comum que tem um problema com construções antigas. Não é para menos. Afinal, muitas dessas casas velhas são assombradas. E Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de ver e falar com fantasmas para ajudá-los a descansar em paz. É claro que esse dom lhe traz muitos problemas. Mas nem ela poderia saber a gravidade do que encontraria ao mudar-se para Califórnia. 




Quando era criança Suzannah descobriu que podia se comunicar com os fantasmas. Desde então ela tenta ajuda-los a passar para o próximo nível. Se eles vão para o céu, inferno ou reencarnação ela não sabe e nem se importa, tudo que sabe é que se não ajudar os fantasmas continuam incomodando. Suzannah é uma mediadora, um trabalho difícil que não tem remuneração ou reconhecimento, já que o dom dela é um segredo. Para se livrar dos fantasmas ela usa todas as táticas até a violência se for preciso. 

Ser uma mediadora vez com que Suzannah se metesse em muitas confusões, e ganhasse fama de esquisita. Agora aos dezesseis anos, ela tem a chace de recomeçar já que sua mãe se casou novamente e mudou de cidade para morar com o marido e os três filhos dele. Tudo o que Suzannah quer é fazer amigos na nova escola, ir em algumas festas e encontrar um namorado, e todo o tipo de objetivos normais de uma adolescente. Mas, sendo uma mediadora ela não pode ignorar os fantasmas que estão ao seu redor. Principalmente quando se tem um fantasma super fofo em seu quarto, e uma fantasma homicida na escola.

A história é super simples não há um grande mistério ou surpresas, basicamente é uma garota que pode ver e se comunicar com fantasmas e por isso se mete em confusões. Então qual é o diferencial que torna esse livro tão lido e apreciado? Na minha opinião, é a escrita de Meg Cabot. A escritora conseguiu criar uma narrativa leve e engraçada, onde até mesmo as longas e detalhadas descrições são ótimas. Ela entende o universo adolescente e sabe transmitir isso, principalmente na criação de seus personagens. A Suzannah é uma ótima protagonista, o que é essencial já que ela narra o livro, que não tem nada de boba ou boazinha, ela é cheia de defeitos, impaciente, briguenta, imprudente, e orgulhosa. Mas, também é esperta, engraçada, e os comentários e divagações dela são as partes mais divertidas do livro. 

A Mediadora é o tipo de serie que não conseguimos parar de ler até acabar o ultimo livro. E não porque se espera o grande final, como parar o apocalipse e coisa tal. Não dá para parar de ler essa serie porque a história é leve e divertida, e a leitura flui tão bem que quando agente percebe o livro já acabou e temos que partir para o próximo. E foi assim que li os seis livros da serie em uma semana, e Meg Cabot definitivamente me conquistou.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página