Desafio Literário 2010 - Dezembro




O ano de 2010 está chegando ao fim. E com ele tambem termina o Desafio Literário 2010. O livro de dezembro encerra esse desafio que foi muito bom. Ele foi um incentivo para conhecer novos livros, acabar com antigos pré-conceitos litérarios e encontrar ótimos blogs e seus respectivos escritores.E para fechar bem o desafio não podia ter livro melhor: Coração de Tinta, da autora Cornelia Funke


Há muito tempo Mo decidiu nunca mais ler um livro em voz alta. Sua filha Meggie é uma devoradora de histórias, mas apesar da insistência não consegue fazer com que o pai leia para ela na cama. Meggie jamais entendeu o motivo dessa recusa, até que um excêntrico visitante noturno finalmente vem revelar o segredo que explica a proibição.
É que Mo tem uma habilidade estranha e incontrolável: quando lê um texto em voz alta, as palavras tomam vida em sua boca, e coisas e seres da história surgem como que por mágica. Numa noite fatídica, quando Meggie ainda era um bebê, a língua encantada de Mo trouxe à vida alguns personagens de um livro chamado ''Coração de tinta''. Um deles é Capricórnio, vilão cruel e sem misericórdia, que não fez questão de voltar para dentro da história de onde tinha vindo e preferiu instalar-se numa aldeia abandonada. Desse lugar funesto, comanda uma gangue de brutamontes que espalham o terror pela região, praticando roubos e assassinatos. Capricórnio quer usar os poderes de Mo para trazer de ''Coração de tinta'' um ser ainda mais terrível e sanguinário que ele próprio. Quando seus capangas finalmente seqüestram Mo, Meggie terá de enfrentar essas criaturas bizarras e sofridas, vindas de um mundo completamente diferente do seu.

Eu já tinha assistido a adaptação desse livro para o cinema e achei interessante, por isso quando vi que para dezembro a exigência era ter no titulo a palavra coração, logo pensei nele. Coração de Tinta é o primeiro de uma serie  incrivel. Tem aventura, mistério, magia, e muitos livros. Toda a história é ótima cheia de um encanto típico de conto de fadas. E, apesar de ser um livro bem grande, não  se torna cansativo.
Uma das coisas que mais gosto na história é  o amor que alguns personagens tem pelos livros. A Meggie anda com uma arca com seus livros preferidos por onde vai, o Mo cuida dos livros como se fossem criaturas vivas e muito sensíveis, e a tia Eleonor é completamente louca pelos livros também tanto que transformou a casa dela em biblioteca privada é claro porque niguém pode mexer em seus preciosos livros. E todo o tempo há trechos exaltando a importância dos livros.
Adorei o livro. E pretendo ler os outros da serie, tem muita história interessante por vir. Agora vou deixar um dos trechos que mais gosto.

"...Mas Meggie levava seus livros em todas as viagens também por outra razão. Eles eram seu lar quando ela estava num lugar estranho — vozes familiares, amigos que nunca brigavam com ela, amigos inteligentes e poderosos, audazes e experientes, viajados, aventureiros calejados. Seus livros a alegravam quando ela estava triste.."



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página