200 Anos de Orgulho e Preconceito



Na Inglaterra, em 1813 era publicado, de maneira despretensiosa, pela primeira vez,  o livro Orgulho e Preconceito. Hoje, duzentos anos depois, ele é  um dos romances mais aclamados da literatura. É inegável a influencia de Orgulho e Preconceito, já foi inspiração para muitos outros livros, foi adaptado para o cinema, televisão, teatro, e sempre aparece nas listas de clássicos que todos devem ler. 


Já disse varias  vezes aqui no blog como sou fã de Jane Austen, mas, nunca expliquei como tudo começou. Em 2006 assisti o filme de 2005 com a Keira Knightley  no papel de Elizabeth Bennet e Matthew Macfadyen era Sr. Darcy, foi amor a primeira vista. Quando o filme acabou fiquei tão encantada que pesquisei informações sobre ele e descobri ser a adaptação de um livro. Lógico que ler ele se tornou vital, e a feliz surpresa  que o livro é ainda melhor que o filme. Orgulho e Preconceito foi o primeiro livro que comprei na minha vida e já li tantas vezes que perdi a conta.



Várias vezes fiquei perdida em pensamentos tentando entender o que faz que um livro seja tão bom e viciante  que se torne um clássico lembrado séculos depois de ser publicado. Todos os anos vários novos livros são lançados no mercado editorial,  mas, só alguns ficaram para sempre marcados na historia da literatura, e também na historia pessoal de cada leitor. Até hoje não encontrei uma resposta para isso. Só tenho certeza que não há outra escritora como  Jane Austen. já li todos os outros livros dela e gosto de todos, cada um a sua maneira,  mas, Orgulho e Preconceito vai ser sempre o meu romance favorito, e desejo que ele seja lembrado muitos seculos mais.



Postagens anteriores relacionadas a Orgulho e Preconceito:

Capas de Orgulho e Preconceito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página